Não seja uma bisca. | Don’t be a bitch. DEDINHO DE PROSA

Existe uma tirinha que está rolando na web há algum tempo, em que dois homens se encontram na rua, se xingam horrores, aí se abraçam e, logo depois de se despedirem, pensam: “esse cara é muito legal”, enquanto que duas mulheres também se encontram na rua, trocam um abraço, um beijinho no rosto, um elogio ao cabelo ou roupa e um pensamento do tipo “ai, odeio essa vadia”. Por mais que digam ser uma tirinha puramente machista, é triste dizer que isso acontece de verdade com muita gente. Então, este texto é direcionado especialmente às mulheres.

There is a strip that is going on around the web for some time, in which two men meet on the street, curse one another, then hug each other and soon after they parted, they think, “this guy is really cool,” while two women also meet on the street, exchange a hug, a kiss on the cheek, a compliment to the hair or clothes and a thought like “whoa, I hate that bitch.” As much as it is said that it’s a purely sexist strip, it’s sad to say that this actually happens to many people. So this text is directed especially to women.

 

Você está saindo com um cara há algum tempinho, vocês estão se conhecendo, conversando bastante e você descobre várias coisas sobre ele. Inclusive que ele tem uma ex-namorada. A partir daí você começa a odiar a garota. Vasculha a vida dela nas redes sociais, conta para suas amigas e, juntas, vocês criticam todas as fotos da pessoa. Aí você encontra ela numa festa, passa perto, dá um esbarrão “sem querer” – ou às vezes obviamente proposital – e empurra a garota. A pergunta é: POR QUÊ?

You’re going out with a guy for some time now, you are getting to know each other, talking a lot and you’ve learned a lot about him. Including that he has an ex-girlfriend. From then on, you start to hate the girl. Scours her life in social networks, tell your friends about her and together you guys criticize all the photos of the person. Then you find her at a party, pass by her, takes a bump “unintentionally” – or sometimes obviously intentional – and pushes the girl. The question is: WHY?

 

Sério mesmo, que motivo você tem para odiar uma garota que você nem conhece? Ou até mesmo uma garota que nem sabia que você existia? Ela pode ser a ex do cara com quem você está saindo, mas se os dois não estão mais juntos, é porque eles não querem. Se ela estiver incomodando e tentando atrapalhar vocês dois, é justo chamar ela para uma conversa e dar a real. Mas se a garota está quieta no canto dela, não há motivo algum para você ser uma bisca com ela. Entenda que todo mundo tem um passado, inclusive você.

Seriously, what reason do you have to hate a girl you’ve never met? Or even a girl who did not even know you existed? She may be the former girlfriend of the boy with whom you are going out, but if the two of them are no longer together, it is because they do not want it. If she is bothering you and trying to disrupt you two, it’s fair to call her for a chat and say what’s going on. But if the girl is on her own, there is no reason for you to be a bitch to her. Understand that everyone has a past, even yourself.

 

Talvez você tenha percebido que o cara com quem você está saindo ainda tenha algum sentimento pela ex. Aí seu ódio por ela aumenta mais ainda e você faz distribuição de bisquice gratuita. Só que isso não é culpa dele e muito menos dela. Saiba aceitar que as pessoas têm sua própria história e, em alguns casos, os relacionamentos terminam de forma pacífica e não há nada de errado que os dois mantenham uma amizade pós-término.

You may have noticed that the guy you’re going out still have some feelings for his ex. Then your hatred for her increases even more and you distribute “bitchness” for free. But that’s not his fault and not even hers. Learn to accept that people have their own history and, in some cases, the relationships end peacefully and there is nothing wrong that the two maintain a post-ending friendship.

 

Ao invés de se preocupar com o que a garota faz, o que ela pensa e como ela age, pense mais em você mesma. Já parou para fazer as contas de quanto tempo você gastou com ódio gratuito, em quanto tempo você ficou acumulando energia negativa dentro de você? E às vezes a pessoa nem sabe que você existe, ou até sabe, mas está inclusive feliz por ver que o ex conseguiu seguir seu próprio caminho e não está em casa, triste e remoendo o fim do relacionamento. Talvez essa pessoa vítima do seu ódio está, no fundo, dando a maior força para que vocês dois dêem certo. Então coloque um pouco o dedo na sua consciência e não seja uma bisca.

Instead of worrying about what the girl does, what she thinks and how she acts, think more about yourself. Have you ever taken into account how much time you’ve spent with free hatred, how long you were accumulating negative energy inside of you? And sometimes the person does not even know you exist, or she actually does, but she’s happy to see that her ex-boyfriend could go his own way and is not at home, sad and mourning the end of the relationship. Perhaps that person, victim of your hatred, is giving her support for you two to work it out. So search your conscience and do not be a bitch.

 

Ao invés de baixar a ficha criminal e todo o histórico da garota, concentre as suas forças em conquistar o cara que você gosta. Nenhuma pessoa é igual. E você saber de todos os detalhes do passado do cara com a ex não vai fazer com que vocês dêem certo. Isso depende somente de vocês dois. Não tente proibi-lo de manter contato com ela e muito menos tente fazer com que a família dele deixe de gostar dela. Não tente fazer nele uma lavagem cerebral para que ele esqueça a ex e muito menos tente ser como ela. Apenas seja você mesma.

Instead of seeking her criminal record and all her history, concentrate your forces on getting the guy you like to like you back. No one is the same. And knowing all the details of his past with his ex-girlfriend will not make you two get it right. That depends only on you two. Do not try to forbid him to contact her, let alone try to make his family stop liking her. Do not try to brainwash him so he forget his ex, let alone try to be like her. Just be yourself.

 

O mesmo serve para as amigas do seu namorado ou do cara com quem você está saindo. Muitas amizades são mantidas desde o jardim de infância, outras são adquiridas ao longo da vida. Mas quando a amizade é verdadeira, fique feliz pelo cara estar rodeado de pessoas com quem ele pode contar. Não seja uma bisca com as amigas do cara. Isso não vai fazer com que a amizade dos dois acabe, por mais que você tente e invente histórias. A verdade sempre prevalece e amigos de verdade não desistem um do outro assim tão fácil. Então poupe seus esforços e talvez você descubra nela uma grande amiga para você também.

The same is for the (girl)friends of your boyfriend or guy you are going out with. Many friendships are maintained since kindergarten, others are acquired throughout life. But when a friendship is sincere, be happy for the guy for being surrounded by people he can count on. Do not be a bitch with his friends. It won’t make their friendship to end, it doesn’t matter how much you try and make up stories. The truth always prevails and real friends do not give up on each other that easy. So save your efforts and you may find out she could be a great friend to you as well.

 

Sabia que ser uma bisca demanda mais esforço e energia do que ser uma pessoa legal? Pense nisso.

Did you know that being a bitch demands more effort and energy than being a nice person? Think about it.


Danina

Observações

  1. Acho uma bobagem jugar sem conhecer a ex do seu namorado é apenas a ex e não tem nada a ver com sua relação e não tem nada que ficar procurando coisa para se incomodar com isso se ele está com você e por que é você quem ele quer e pronto ^^

    http://amoresunierse.blogspot.com.br/

    • Isso mesmo, Talita!
      Falou tudo em poucas palavras! E isso serve também para os meninos com o ex da namorada. Mas acredito que role muito mais “bisquice” entre garotas. É tanta competição… Mas se cada garota soubesse enaltecer as suas qualidades positivas ao invés de ficar se comparando com outras pessoas, o mundo seria um lugar melhor! :)
      Beijocas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>